domingo, 15 de janeiro de 2017

DEI O CU PARA O CAMINHONEIRO PAUZUDO (CONTO)





O conto a seguir, foi retirado do blog Contos de Banana. Quem quiser fazer contato com o dono do conto, mande um e-mail para ele. O e-mail dele encontra-se no fim.

Este é mais um conto verídico deste blog, aconteceu em 2013, mais uma aventura de tantas outras vivida por um tarado...

Eu era caminhoneiro devido a um acidente não pude dirigir mais caminhão a trabalho, pois devido ao acidente nenhuma empresa queria me contratar, sou apaixonado por caminhão, por isso falo sempre com meus amigos de estrada para me convidarem para viajar com eles, mas a maioria que conheço não viajam para longe só pequenos trajetos. Semana retrasada Ricardo, um amigo caminhoneiro me ligou e perguntou se queria viajar para o rio grande do sul com o tio dele, pois sua tia que sempre o acompanha nas viagens teria que ficar desta vez e ele queria uma companhia para ir com ele, Ricardo falou de mim e ele pediu para me convidar.
 
Eu aceitei de pronto, pois teria o prazer de subir numa boleia e cortar as estradas numa bela maquina (um volvo 440), o Ricardo me levou para conhecer seu tio o Sr. Geraldo, um coroa de 60 anos, barrigudo, peludo, de mais ou menos 2 metros de altura, cabelos grisalhos, muito brincalhão, disse para mim que nos revezaríamos o volante no trajeto da viagem.


Marcamos que no dia seguinte ele passaria na minha casa por volta das 2 da manha e daí seguiríamos viajem.

Fui para casa arrumei algumas roupas numa mochila, dormi e na madrugada de quarta ele parou seu caminhão na porta da minha casa, eu abri a porta despedi-me da minha esposa, subi no caminhão e fomos para uma viajem que seria inesquecível para mim. 

Seguimos viagem paramos para tomar café, daí ele me chamou para ir ate o banheiro com ele conversando, levei tudo numa boa e fui, entramos no banheiro ele se aproximou do mictório abriu a braguilha da bermuda e tirou a rola mais linda que já vi ate hoje com 37 anos de idade, estava mole, mas já tinha pelo menos uns 19 cm de comprimento e parecia um vidro de desodorante de tão grossa, a cabeça era mega gostosa, que rola, ele urinou por pelo menos uns 3 minutos balançou sua poderosa ferramenta e guardou ela na bermuda, pude perceber que ele não usava cueca, quando já eram 10 horas da noite ele disse que pararia num posto para que ele pudesse dormir, eu concordei, chegamos ao posto descemos para tomar banho e voltamos para o caminhão, não pude ver sua rolona de novo, pois os banheiros eram separados, daí quando ele estava me ajudando a subir no caminhão, ele estava usando uma bermuda bem fininha tipo pijama e sem camisa, pude sentir sua rolona encostar-se a mim, daí ele pegou nas minhas nadegas para empurrar para cima da boleia, e enfiou o dedo ate meu cuzinho, pois eu estava de shorts e também não uso cueca. Ficou ali por alguns segundos roçando o dedo no cuzinho, nem percebi (ele me falou depois me chamando de putinha).

Entramos no caminhão ele arrumou a cama e disse para eu deitar nos fundos da cama, pois ele deitaria na beirada, se quando amanhecesse eu estivesse dormindo ele não me acordaria, concordei e me deitei de costas para ele, ele se deitou atrás de mim e sem qualquer pudor falou no meu ouvido, só tem um problema eu não consigo dormir sem antes fuder o cuzao da minha mulher, mas ela não esta aqui e você gostou do meu brinquedo la no banheiro, e não precisa negar, pois conheço putinha como você de longe, e também coloquei meu dedo no seu cuzinho que ficou piscando pedindo mais, daí me virei e falei pra ele que tudo bem, pois não parava de pensar na sua rola enorme, mas ninguém podia saber nem o sobrinho dele, pois eu era casado e não seria legal minha esposa se expor desta forma ela sabia que eu gostava, mas não participa e finge que eu não faço mais (mal ela sabe que faço e muito)

Daí ele concordou e começou a me beijar, não curto muito beijar homem, mas na hora do tesão quem liga ne, eu procurei logo seu pauzão e achei-o começando a crescer (se e que podia crescer mais) quando ele atingiu seu auge da plenitude da dureza, meu coração disparou que espetáculo de rola, fiquei sabendo depois de estar todo arrombado que media 20 de comprimento e 8 de polegada, a cabeça tinha 10 de circunferência, não pensei duas vezes e cai de boca naquele monumento que não conseguia engolir nem a cabeça, pois quando forçava doía meus lábios, daí comecei a lamber beijar, e pedia a ele para me arrombar com aquilo tudo, ele me pedia calmo, pois já tinha mandão vários machos e fêmeas para o hospital com sangramento nos anus e nas bucetas, esta e a vantagem de não sentir dor só tesão, virei de lado e pedi para ele colocar bem devagar, ele esticou a Mao e pegou um creme passou no meu cuzinho, encostou a cabeça e empurrou devagarzinho, meu cuzinho retraiu na hora, acho que ficou com medo, daí começou a se abrir e aceitar aquele monumento de carne dentro dele, 

O Geraldo começou a foder bem devagarzinho com metade da sua rola no meu cu, pus a Mao para trás e vi que não estava tudo dentro de mim, pedi para ele por tudo não deixar nada de fora, ele foi colocando devagarzinho ate sumir tudo no meu cuzinho, me sentia todo preenchido, parecia que estava me rasgando, batia no meu estomago, estava dentro do meu intestino, que delicia, Geraldo me comia com muito tesão me chamando de putinha, de cuzinho gostoso, ficamos assim grudados por mais ou menos 40 minutos, depois ele despejou tanta porra no meu cuzinho que vazava tanta porra na cama do caminhão, depois ele pediu para que eu limpa-se seu mastro gigantesco, e eu como uma boa putinha atendi meu macho roludo, seu pau ainda estava duro, daí ele me colocou de quatro e me enrrabou de novo agora todo esfolado entrou fácil seu pintão no meu cuzão neste momento, ele me comia com muita força, enfiava ate o talo no fundo do meu cu e eu pedia mais, pois e muito bom dar o cu, ainda mais pra uma rola daquela, ficamos nesta sacanagem por mais uma hora, daí ele gozou de novo um montão de porra dentro do meu cuzinho, ele se levantou e disse que iria ao banheiro, eu fiquei ali todo arrombado, coloquei a mão no meu buraco para ver como estava, leitores sem brincadeira cabia minha mão la dentro de tão arrombado que fiquei, mas valeu à pena, pois nossa viagem durou três dias e eu fui arrombado a cada momento que dava pelo Geraldo e seu pauzão, chegamos a santos e ele disse que a qualquer próxima oportunidade ele me chamaria de novo para mais alguns dias de muito prazer e que comeria o cuzão da esposa sempre lembrando do meu cuzinho, ate conhecer sua rolona arrombadora de cu, espero que gostem de mais este conto meu e continue entrando em contato, pois ate agora não conseguir dar meu cuzinho pra nenhum leitor estou ansioso para contar aqui como será minha aventura com um de meus leitores ate a próxima.

domingo, 1 de janeiro de 2017

FOTOS DO LEITOR DE ARARAQUARA/SP


Olá, Tudo bem?
Sou seguidor do blog e resolvi mandar minhas fotos. Sou de Araraquara interior de SP, tenho 36 anos e curto malhar. Sou versátil e curto homens mais velhos.






sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

FOTOS DO LEITOR


QUEM NOS BRINDOU DESTA VEZ FOI O F.L DA CIDADE DE MANAUS. ELE DISSE TER 40 ANOS, E JÁ TEM UM PARCEIRO HÁ 10 ANOS, POR TANTO, MANDOU AS FOTOS APENAS PARA APARECER NO BLOG. CASO VOCÊ TAMBÉM QUEIRA APARECER AQUI, É SÓ MANDAR SUAS FOTOS PARA : banheiraoecia@gmail.com






quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

BANHEIRÃO


O vídeo abaixo foi uma dica do nosso leitor de SC. Mas o blog já adianta, este vídeo já se encontra na internet.




BANHEIRÃO 1 powered by XTube
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...